Dyene Galantini
Feb 17, 2018

Logo comigo???

5 comments

Quando fui diagnosticada não acreditei... demorou vários meses para aceitar o diagnóstico e o fato que tomaria remédios. Não foi fácil. Só depois de muitos meses comecei a entender que para voltar a ser quem eu era precisaria de tratamento. A doença era incapacitante e me impedia de fazer as coisas que eu gostava. Uma das grandes sacadas foi fazer o paralelo com as doenças físicas: se diabéticos precisam de insulina, eu precisava de um estabilizador de humor. Se asmáticos precisam de bombinha eu precisava de um antidepressivo. Desta forma consegui aceitar melhor os remédios. E com vocês? Foi um processo longo ou conseguiu sair dessa fase rapidamente?

Jennifer Tiedt de Souza
Feb 19, 2018

Fui diagnosticada a 2 meses e ainda estou me acostumando com a idéia. Não tenho problemas em tomar os remédios porém é difícil falar para alguém que sou bipolar.

Dyene Galantini
Feb 20, 2018

Oi Jennifer... sim... é um grande dilema e só você pode responder. Eu mantive em segredo por muitos e muitos anos e agora ao sair do anonimato, me sinto bastante livre! Às vezes sinto que é mais fácil quando falamos com pessoas esclarecidas! Aos pouquinhos vamos combatendo o stigma.

Thais dos Santos Domingues Pereira
Feb 24, 2018

Eu fui diagnosticada em 2015. Foi bem difícil, pq eu achei que me tornaria uma pessoa com mtas limitações. Os profissionais que cuidavam de mim tentaram me dar esperança. Hj eu acredito que posso melhorar; porém, infelizmente nesses 3 anos de tratamento não consegui encontrar a estabilidade. Hj voltei ao médico e ele aumentou os meus remédios. Fico arrasada por isso, fico pensando que a recuperação talvez seja para os outros, mas não para mim.

TERESA CRISTIANE
Apr 4, 2018

Thaís, eu já passei por diversos episódios, diversos médicos, diversas medicações, mas obtive sucesso por bom tempo depois outros episódios, novas adaptacada, noto que o ajusta das medições são tão importantes quanto o tipo veja a frequência com que vai ao médico e relate todos os seus sentimentos, sensações fisicad, como efeitos colaterais etc. Quando aprendi a entender meu corpo passei a encontrar doses certas e combinacoes de remédios que deram muito certo.

Dyene Galantini
Jun 15, 2018

Oi Thais, concordo com a Teresa. Foi a mesma coisa comigo. Eu falhei tantas e tantas vezes que não imaginei que um dia poderia viver normalmente. Continue buscando e não desista até encontrar um ponto onde atinja um bem estar satisfatório para você. Um abraço.

@2017 Mind Duet Comunicação e Marketing